Novidades

Últimas Notícias e Novidades - CLINICA SPECIALLITÀ

Maurício Colpas sobre “Dentistas do Bem”: “Nós fazemos com que estas crianças tenham uma nova vida, uma vida feliz.”

IMG_7330 Maurício Colpas sobre “Dentistas do Bem”: “Nós fazemos com que estas crianças tenham uma nova vida, uma vida feliz.” Notícias

Maurício Colpas sobre “Dentistas do Bem”: “Nós fazemos com que estas crianças tenham uma nova vida, uma vida feliz.”

O projecto “Dentistas do Bem”, que já está em Portugal há 3 anos, é o principal projecto da organização não-governamental “Turma do Bem” e pretende tratar, de forma gratuita, a saúde oral de todas as crianças carenciadas dos 11 aos 17 anos.

Conversamos com Maurício Colpas, médico dentista e coordenador do projecto “Dentistas do Bem” em Trás-os-Montes.

P: O que é a turma do Bem e como surgiu o projecto “Dentista do Bem”?

R: A turma do Bem é uma organização não-governamental que “nasceu” no Brasil. Fundada pelo Dr. Fábio Bibancos tem como principal projecto “O Dentista do Bem”. Este projecto surge quando o Dr. Fábio começa a reparar que nas escolas públicas havia imensas crianças que tinham uma saúde oral muito debilitada e que infelizmente não tinha condição financeira para tratarem dos seus dentes. Com o intuito de ajudar formou uma equipa, composta apenas por ele e mais 15 colegas, e começaram a tratar da saúde oral de várias crianças carenciadas. Hoje “O Dentista do Bem” é uma das maiores redes de voluntariado do mundo.

P: Sabemos que já foram seleccionadas várias crianças no concelho de Mogadouro. Como foram seleccionadas as crianças que entraram no projecto?

R: Este processo de selecção, o qual chamamos de triagem, é sempre feito em parceria com instituições que congregam famílias com situação financeira altamente debilitada e devidamente acompanhado por alguém responsável pelo projecto em Portugal.

No nosso caso em Mogadouro, escolhemos a Escola local. Depois de um levantamento dos alunos mais carenciados, fizemos uma visita técnica com o objectivo de efectuar o rastreio, que consiste basicamente num exame clínico superficial da cavidade oral das crianças enquadrando-as em 3 escalões de urgência de tratamento: baixo, médio e alto. A partir daí é feito um trabalho administrativo da instituição Turma do Bem e os alunos são encaminhados para os dentistas voluntários da sua região.

P: Que tipos de tratamentos usufruem as crianças seleccionadas?

R: Todos os tratamentos que sejam necessários para um bem-estar total da saúde oral da criança. Desde de tratamentos simples aos mais complexos. Pretende-se que todas as áreas de especialidades estejam abrangidas.

P: Qual a importância da chegada deste projecto a Trás-os-Montes?

R: Um projecto como este tem de estar presente em todos os cantos do país, há milhares de crianças que merecem e precisam de ser tratadas por isso é importante que o projecto chegue rapidamente a todos os locais possíveis.

P: O que muda na vida destas crianças?

R: Muda tudo. O dentista quando encontra as crianças encontra-as com uma auto-estima muito baixa, autoconfiança no nível zero, por vezes vitimas de bullying por parte dos colegas e tudo isto porque não têm um sorriso bonito e vivem sem condições para o melhorar. Nós fazemos com que estas crianças tenham uma nova vida, uma vida feliz. E este sentimento enche o coração de qualquer pessoa.

Além disso preparamos jovens de 17 anos, por exemplo, que estão prestes a entrar no mercado de trabalho e que muitas vezes vêem uma oportunidade negada pela falta de estética dentária. São detalhes importantíssimos para optimizar o início da vida profissional de um jovem.

P: O que deve fazer uma criança que precisa de ajuda?

R: A criança se conhecer algum coordenador na rua região deve deslocar-se até ele e pedir ajuda, caso contrário pode aceder ao site da turma do bem, www.turmadobem.org.br e pedir ajuda na secção preciso de um dentista do bem.

P: E como pode um dentista fazer parte deste projecto?

R: Normalmente, os dentistas são convidados por colegas que já fazem parte da rede, ou directamente por colaboradores da nossa instituição. No entanto, caso algum colega pretenda se inscrever como voluntário ou até mesmo coordenador de uma área, poderá obter informações no site www.turmadobem.org.br

Já agora, aproveito esta oportunidade para deixar aqui, mais que um convite, um desafio a todos os colegas que ainda não fazem parte desta grande família de “voluntários do bem” que o façam e logo perceberão o quão satisfatório se torna para si este nobre gesto de amor. Obrigado.

Entrevista conduzida pelo estudante de ciências da comunicação Daniel Silva.

Deixe o seu Comentário